Produtora fala de diversidade no elenco de "The Witcher"


Enquanto muitos comemoraram o elenco bastante diversificado da série de TV de The Witcher, outros ainda estão reclamando que isso “trai o material fonte”, que é inspirado e baseado no folclore do Leste Europeu, especialmente a Polônia.

Em uma entrevista com o ComicBook, a showrunner da série, Lauren S. Hissrish, explicou que, ao contrário do que possam pensar, sua escolha de elenco em nenhum momento pensou em inclusão ou em levantar alguma bandeira.

Nós não escolhemos ninguém pensando em inclusão. Demos as boas-vindas a qualquer pessoa, para vir e se provar para nós. Desde o início tive em mente que o continente de The Witcher é um lugar enorme, e não é o nosso mundo. Eu realmente não me importo com a cor da pele, do cabelo, ou com o sotaque das pessoas. Para mim é simples: você personifica esse personagem? É algo que falo muito com o Andrzej (autor dos livros), sobre o fato dele não ter especificado raças. E eu tomei isso como um sinal de aprovação de que nós também poderíamos escolher da forma que quiséssemos.

O elenco conta com Henry Cavill como Geralt, Anya Chalotra como Yennefer, Freya Allan como Ciri, Jhodi May como Rainha Calante, Mimi Ndiweni como a feiticeira Fringilla Vigo, Therica Wilson-Read como Sabrina, Millie Brady como Princesa Renfri, Adam Levy como Mousesack, Björn Hlynur Haraldsson como Rei Eist e MyAnna Buring como Tissaia.

Sinopse da série: A trama gira em torno do bruxo Geralt (Henry Cavill), um caçador de monstros que se livra de enormes pestes por um bom dinheiro. Mutante, ele luta para encontrar seu lugar em um mundo no qual as pessoas frequentemente se mostram mais cruéis do que as criaturas que ele enfrenta. O bruxo também tem uma filha adotiva, a Ciri, personagem importante nos livros e jogos que também atua como uma guerreira e feiticeira.

The Witcher estreia na Netflix ainda neste ano.




Postar um comentário

0 Comentários