As projeções para a bilheteria de O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio não estão nada boas. Apesar do retorno de Linda Hamilton, o filme deve estrear em seus primeiros três dias lucrando apenas US$ 33 milhões nos EUA, bem abaixo dos US$ 45 milhões esperados.

Se isso acontecer, o novo filme vai ter uma estreia pior que O Exterminador do Futuro: A Salvação (2009), que lucrou US$ 42,5 milhões no mesmo período. A Paramount, estúdio que produz o filme, esperava que ele trouxesse de volta a glória da franquia, que anda apagada desde O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final (1992) mas tudo indica que isso não vai acontecer.

Sinopse: "27 anos após os eventos de O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final, um novo e modificado Exterminador de metal líquido (Gabriel Luna) é enviado do futuro pela Skynet para exterminar Dani Ramos (Natalia Reyes), uma híbrida de ciborgue com humana (Mackenzie Davis) e seus amigos. Sarah Connor (Linda Hamilton) vai a seu auxílio, assim como o Exterminador original (Arnold Schwarzenegger), em uma luta pelo futuro".

O novo filme conta com o retorno de James Cameron, diretor dos dois primeiros filmes que desta vez atua como produtor do longa. Billy Ray (Capitão Phillips) escreveu a última versão do roteiro.

O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio está em exibição nos cinemas.