Andy Serkis diz que pensou em recusar o papel de Gollum em "O Senhor dos Anéis"


Graças a seu trabalho como Gollum na franquia O Senhor dos Anéis, o ator Andy Serkis se consolidou como um prolífico artista de captura de movimentos. Porém, em uma recente conversa com Josh Gad no YouTube, o astro revelou que quase recusou o papel, já que na época era algo muito novo.

"Foi interessante. Porque quando ouvi isso do meu agente, foi tipo: ‘Olha, Andy, eles estão fazendo um filme incrível de O Senhor dos Anéis na Nova Zelândia. E eles gostariam de ter você como um personagem digital. Eu fiquei tipo: ‘O quê?’ Lembro que estava em Praga, trabalhando na adaptação de Oliver Twist e disse a outro ator: ‘Acho que vou para a Nova Zelândia fazer um personagem digital.’ Ele disse: ‘Bem, seu rosto aparecerá?’ Eu disse: ‘Não.’ E ele disse: ‘Cara, eu não faria isso."

Serkis então ficou preocupado e pensou em recusar, afinal, a única referência de personagem digital realizado com captura de movimentos que ele tinha no momento era Jar Jar Binks, de Star Wars: A Ameaça Fantasma. As reações a Jar Jar não foram muito boas, mas provaram que o conceito da captura de movimentos era funcional. Porém, até mesmo o diretor Peter Jackson tinha dúvidas e queria colocar a ideia à prova.

"Pete disse: ‘Não sei exatamente como isso vai acontecer, mas estamos testando essa nova metodologia chamada captura de movimentos. Nenhum ator poderia interpretar Gollum no set da forma como o imaginamos."

Após conversar com Jackson e entender sua visão, Serkis aceitou o papel. E o resto da história a gente já conhece.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem