Diretor de "Quarteto Fantástico" gostaria de ter visto uma Sue Storm negra


Em uma recente entrevista com o Geeks of Color, o diretor de Quarteto Fantástico (2015), Josh Trank, revelou que originalmente queria ter escalado uma atriz negra para viver Sue Storm no filme.

Com Michael B. Jordan interpretando Johnny Storm e Reg E. Cathey interpretando Franklin Storm, a história teve que adicionar uma trama sobre adoção para justificar Kate Mara interpretando Sue, com Trank observando que o estúdio estava mais focado em considerar atrizes brancas famosas do que respeitar sua visão do projeto.

"Houve muitas conversas polêmicas sobre isso nos bastidores. Eu estava interessado em uma Sue Storm negra, um Johnny Storm negro e um Franklin Storm negro. Mas quando se está lidando com um estúdio em um filme grande como esse, todo mundo tem que manter a mente aberta sobre quem serão as grandes estrelas. Então, eu estava tipo: ‘Bem, talvez eles queiram uma Margot Robbie ou algo assim’. Mas, quando chegamos a isso, encontrei críticas muito pesadas ao escalar uma mulher negra para o papel. Quando lembro disso, eu deveria ter saído fora quando isso aconteceu. E me sinto envergonhado de não ter feito isso, porque esses são valores que representam minha própria vida, e eu sou alguém que sempre fala em defender o que acredito, mesmo que isso signifique queimar minha carreira."

Trank diz que seu maior arrependimento foi não ter lutado o suficiente por sua visão nos estágios iniciais de desenvolvimento. Ele inclusive acredita que toda essa frustração foi prejudicial durante a produção, pois admite ter cabeça quente.

"No final do dia, eu me conheço e, especialmente naquela época, eu era como um pit bull sobre as coisas, mas era algo em que me sentia muito decepcionado."

A "amizade" conturbada entre Trank e Kate Mara já não é novidade para o público. Na época do lançamento do filme, Mara chegou à afirma que o diretor era rude e grosso com ela e o elenco nos sets de filmagens. Além disso, tempos depois, a atriz, juntamente com outros atores de Hollywood, disseram que nunca assistiram ao corte final do filme e que só fez a premiere do longa, por que era contratada do estúdio.

Trank causou vários problemas ao longo da produção, e acabou sendo substituído pelo até então produtor Simon Kinberg. O filme se tornou um enorme fracasso de crítica e público.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem