PLANTÃO

Produtor de "Sin City" processa Frank Miller em US$ 25 milhões


De acordo com relatório do Deadline, Stephen L’Heureux está processando Frank Miller em US$ 25 milhões por difamação e interferência financeira. Outro citado é Silenn Thomas, CEO da Frank Miller, Inc. L’Heureux trabalhou ao lado de Miller em Sin City: A Cidade do Pecado, filme de 2005.

L’Heureux alega que, desde 2008, Miller e Thomas estão impedindo que novas adaptações de Sin City (para a TV) e Hard Boiled: À Queima-Roupa (longa-metragem) aconteçam. O produtor se diz detentor dos direitos de adaptação das duas obras. No processo, L’Heureux pede indenização por "danos compensatórios, perda de receita, perda de futura receita, danos à reputação, e estresse emocional".

Em contato com a reportagem do site, Allen B. Grodsky, advogado do quadrinista, garante que tais acusações são sem fundamento, e que seu cliente irá se defender agressivamente.

Vale lembrar que, em julho de 2018, havia sido reportado que Miller tinha retomado os direitos de adaptação de Sin City, tudo por conta da venda da Weinstein Co. E pouco mais de um ano depois, a série de TV foi anunciada, com envolvimento do autor e o diretor Robert Rodriguez.


Nenhum comentário