PLANTÃO

Dono de cinema na França destrói cartaz de "Mulan" após decisão da Disney


A Disney anunciou nesta semana que Mulan, aguardada produção live-action baseada na animação homônima do estúdio, estará sendo lançada diretamente no Disney+ - leia mais. O filme chegaria aos cinemas originalmente em março deste ano, mas acabou tendo sua estreia adiada devido a pandemia de coronavírus que tomou conta do mundo.

Como, aparentemente, a pandemia ainda está longe de acabar, a Disney resolveu lançar Mulan diretamente em sua plataforma de streaming pelo preço de US$ 29.99 (valor este que dará o filme em definitivo para o usuário).

Muitos espectadores e donos de redes de cinemas se frustraram com essa decisão, e alguns até tomaram atitudes mais extremas. Foi o caso do dono de um cinema em Paris, na França, que publicou um vídeo destruindo um banner de Mulan com um pedaço de madeira. Confira:




Nenhum comentário