A diretora Patty Jenkins desmentiu as declarações que apontavam uma guerra interna contra a Warner Bros. ao longo do desenvolvimento de Mulher-Maravilha, de 2017. Jenkins teria se queixado de que o estúdio não tinha interesse nem mesmo em ler sua versão do roteiro, e queria que a história seguisse por um caminho específico, diferente daquilo que ela imaginava.

"Versões desse artigo estão por toda tarde, e não são verdade. Nunca houve uma ‘guerra’ contra a Warner envolvendo Mulher-Maravilha. Foi uma referência aos dez anos de conversas com dez executivos diferentes. E toda a questão da barba foi sobre outros projetos em outros estúdios. Minha visão para os dois filmes recebeu total apoio da Warner Bros., Zack Snyder, produtores, e todos que estavam na nossa equipe. Foi apenas uma longa jornada para conseguir fazê-lo. Vamos parar com essas chamadas dramáticas envolvendo ‘guerra’."

Mulher-Maravilha chegou aos cinemas em junho de 2017 e faturou mais de US$ 820 milhões na bilheteria mundial. Mulher-Maravilha 1984 já está nos cinemas e deve chegar em Blu-ray em breve.